10 Dicas de como fotografar fogos de artifício

Seja na virada do ano ou em outras comemorações especiais, é comum ter aquele momento da celebração em que soltam os incríveis fogos de artifício! Além de entreter o público, eles causam um belo efeito nas fotos, não é mesmo? Porém, como captar esses rastros de luz que pintam o céu? Há diversas formas de fazer isto, neste artigo você irá conhecer algumas dicas de como fotografar fogos de artifício bem.

como fotografar fogos de artificio

Para fotografar elementos em movimento, você precisa estar completamente parado. No entanto, equilibrar uma câmera, com lente acoplada, entre outros acessórios, pode não ser tão leve assim. AQUI nesse vídeo dou algumas dicas para consegui fotos mais focadas e com mais nitidez.

A melhor maneira é não abrir mão de um tripé.

Há diversos modelos de tripés no mercado, entre os mais caros (que, obviamente, se ajustam melhor às câmeras, permitindo diferentes regulagens) e os mais baratos, que são quase descartáveis. Enfim, melhor ter um tripé barato do que não ter nenhum. Um monopé (como um tripé, mas por ter um pé só [mono], não fica parado sozinho), você pode apoiar no chão e ajustar para que ele fique na altura ideal e fazer com que você atinja o resultado esperado: a câmera imóvel.

Ainda falando em tripé, ou monopé, você também pode utilizar um disparador ou controle remoto para disparar o clique da sua câmera. Afinal, não adianta nada conseguir manter seu equipamento completamente imóvel, ajustado ao tripé, e na hora de clicar, você balançar tudo ao encostar no disparador da câmera. O controle remoto ou disparador com fio, permite que você clique a distância, ou seja, sem encostar na sua câmera. Outra forma de evitar mexer a câmera na hora do clique é utilizar o temporizador da própria câmera (algumas já tem opções de disparo em 2 ou 10 segundos).

como fotografar fogos de artificio - camera

Os fogos podem seguir estourando por alguns minutos, mas o tempo que você terá para fotografá-los é relativo. Para evitar que você perca momentos, saia clicando sem parar até se sentir satisfeito ou até que os fogos acabem. É melhor garantir a foto, mesmo que tenha que escolher entre milhões de opções depois para a edição,  do que ter menos tempo para fazer a imagem perfeita na hora em que tudo está acontecendo!

Por fim, outro recurso que parece inseguro para quem não está acostumado a fazer fotos, é colocar em modo manual. Acredite, é muito melhor você ter o controle do ISO, abertura da lente e da velocidade de disparo do que confiar muito no modo automático. (Veja ESTE vídeo para entender melhor como balancear o tripé da fotografia). Muitas câmeras têm esse recurso, não são apenas as DSLR, profissionais ou semi, as compactas também possuem esse modo. E aí, de acordo com o efeito que você quer causar na sua fotografia, você pode ir ajustando a velocidade e todos os outros recursos de maneira independente até chegar no resultado que você deseja.

E lembre-se, quanto maior o tempo de exposição, mais “rastros” de luz você conseguirá captar. Mas também não deixe que esse tempo de exposição seja longo demais, senão as luzes dos fogos serão uma mancha de luz, sem definição.

Mas vamos as 10 dicas de como fotografar fogos de artifício:

1- Equipamento Necessário:

Para fotografar fogos de artifício o ideal é que você utilize uma câmera que permite ajustes manuais. Tripé também é fundamental, como já vimos, pois é ele que vai manter sua câmera parada. O disparador é aconselhável, mas se você não tiver é só usar o temporizador da sua câmera (utilize o disparo em 2 segundos) e pronto! Seu dedo não vai mexer a câmera. É interessante também levar uma bateria extra, pois disparos longos consomem bastante bateria e você não vai querer perder um clique por estar sem bateria!

como fotografar fogos de artificio - foto 1

2 – Baixe o ISO

Vá de 100 ou 200 no máximo, por algumas razões… Uma é que quanto maior o ISO, mais ruído você terá em sua imagem. Longa exposição também tende a aumentar o ruído da imagem, por isso, deixe o ISO baixo. Se quiser entender mais sobre o ISO veja esse artigo.

3 – Não utilize o visor de LCD

O visor de LCD consome bastante bateria e o ideal é utilizá-lo para vídeos. Como disparos longos também consomem muita bateria, melhor você deixar o LCD de lado e utilizar o visor óptico.

como fotografar fogos de artificio - visor óptico

4 – Use aberturas entre f/5.6 e f/8

Essas aberturas são ideais para fogos de artifício pois as “faixas” de luz são controladas pelo tamanho da abertura. Fechar mais o diafragma fará com que essas faixas de luz fiquem mais finas, abrir mais fará com que essas faixas fiquem mais largas e possivelmente superexpostas. Deixar em f/8 é uma ótima opção, mas faça alguns testes e veja o que fica melhor. Para mais informações sobre abertura veja AQUI.

como fotografar fogos de artificio - copacabana

5 – Velocidade de disparo entre 2 e 10 segundos

Antes da queima de fogos começar faça alguns testes e veja se o céu fica muito claro ou muito escuro e ajuste a exposição de acordo. Geralmente as câmeras permitem até 30 segundos de disparo, mas você pode utilizar a opção “Bulb” e assim você define quando tempo quer de disparo.

6 – Faça o foco antes e desligue o Auto-foco

Antes de iniciar seus disparos já defina o foco e deixe no foco manual, se não toda vez que for fazer um disparo a câmera vai ficar refazendo o foco e isso pode fazer com que você perca imagens ou tenha os fogos fora de foco. Como você deve estar (provavelmente) bem longe dos fogos você não precisa refazer o foco antes de todo disparo… A não ser que você mude sua posição ou queira fazer o foco em outra parte da imagem.

7 – Leve um filtro ND

Filtros de Densidade Neutra (ND) servem para quando queremos fazer um disparo longo mas tem muita luz no ambiente. É como se fosse um “óculos de sol” na frente da lente. Aliás, AQUI nesse artigo conto um pouco como foi fazer longa exposição com a luz do sol, graças ao filtro ND. No caso dos fogos de artifício, pode ser que você queira um tempo ainda maior de exposição, para pegar aquele arco bem aberto dos fogos… E com o filtro você pode ganhar alguns segundos na exposição e deixar sua imagem bem mais interessante. Existem vários “níveis” do filtro ND. Se você tiver um faça testes e veja se gosta do resultado.

como fotografar fogos de artificio - filtro ND

8 – Faça as fotos no início da queima de fogos

No início da queima o céu está limpo, mas depois começa aparecer uma fumaça (dos fogos) e o céu fica coberto por essa fumaça e isso já não fica tão legal na sua imagem. Aproveite essa hora para fazer recortes e abstratos com uma teleobjetiva (falaremos mais sobre isso logo abaixo).

9 – Conheça bem o local e chegue cedo

Quer pegar um bom lugar para seus registros de fogos de artifício? Então dê uma volta pelo local e lembre-se de pensar no fundo das suas imagens… O que você quer que esteja no fundo, compondo sua imagem? Quer que as pessoas apareçam? Em que parte da imagem, na frente, ao lado dos fogos? Isso te ajuda na escolha do local onde você vai se posicionar. E, claro, para poder escolher um bom lugar é melhor chegar cedo! Ou de repente você tem uma super vista legal da sua janela ou da janela de um amigo! 😉

10 – Use teleobjetivas

Teste também fotografar com teleobjetivas e fazer “recortes” da cena dos fogos. Nesse caso é preciso se antecipar e mirar a câmera em uma parte que já sabemos que os fogos vão estourar.

como fotografar fogos de artificio - foto 3
Foto por Darlene Hildebrandt

11 – [EXTRA] Pratique!

Assim que iniciar a queima de fogos faça uns disparos estes e ajuste a configuração da câmera de acordo… Veja se o tempo de exposição está suficiente para captar o movimento dos fogos… Veja também se a abertura está legal ou se precisa ajustar. Aqui está o segredo: quanto mais você praticar, melhor suas imagens vão ficar.

 

Comente com o Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *