5 segredos que todo fotógrafo deveria saber

Separei aqui 5 segredos que todo fotógrafo deveria saber. A princípio, alguns podem parecer simples, mas são os detalhes que podem fazer toda diferença!

1 – Equipamento, Motivação e Imaginação

E por “equipamento” eu não quero dizer ter a melhor câmera e a melhor lente do mundo. Quantas fotos maravilhosas a gente vê a cada dia feitas com câmeras antigas ou baratas? Ou mesmo com o celular!

5-segredos-que-todo-fotografo-deveria-saber-camera-polaroid

Conhecer BEM o seu equipamento é mil vezes melhor do que um equipamento top das galáxias. Pergunte a você mesmo:

O que são esses botões? O que e como eles funcionam? Como eles podem ser ajustados para que eu consiga fazer a melhor foto? Qual é o ponto mais nítido da minha lente?

Saber dessas coisas te faz muito mais confiante e confortável na hora de fotografar.

Quantas vezes você perdeu uma foto porque a câmera estava desligada, ou porque a lente estava com a tampa, ou o ISO estava muito alto, ou simplesmente porque você não mudou para um outro modo rápido o bastante?

Tenho certeza de que isso já aconteceu com todos nós!

A motivação exerce um grande papel em nosso trabalho. Todos nós “perdemos” algumas vezes, mas temos sempre que achar um jeito, pegar a câmera, ficar confiante o bastante para sair e encher nosso cartão de memória.

Outras formas de arte, como música, livros, filmes, artistas, todas essas formas de arte podem nos motivar na fotografia. A imaginação, ou criatividade, pode ser um pesadelo para muitos… Aliás, muitas pessoas se consideram “não criativas”, acham que não conseguem imaginar coisas.

E aí, como despertar a imaginação?

Se você procura por uma fórmula exata, esqueça… Assim como a motivação, a imaginação e a criatividade é algo que você estimula a cada dia, seja através de outras formas de arte (como disse acima), seja olhando e se inspirando no trabalho de outros fotógrafos.

Muitas vezes, o medo da crítica pode bloquear a nossa criatividade… Por isso o ideal é que você não se prenda a opinião dos outros. O medo não vai deixar de existir, ele só não pode te bloquear. Aliás, se você quer saber mais sobre algo que pode atrapalhar muito nós fotógrafos, recomendo MUITO que veja esse artigo onde fiz um resumo de um livro excelente, que literalmente mudou a minha forma de encarar a vida de modo geral. O livro é A Guerra da Arte e você pode ver o resumo que fiz aqui nesse link.

2 – Enquadrar a cena

O momento decisivo é enquadrar a cena, especialmente quando quando você está fotografando em área externa. 5-segredos-que-todo-fotografo-deveria-saber-enquadrar

Muita gente pode achar isso óbvio, mas o modo como você vê e captura o momento que enquadrou ao olhar no visor ótico é MUITO importante.

Olhar através do visor ótico (o “viewfinder”) cria uma outra dimensão. Existem muitas variáveis na sua câmera – como o sensor, ângulo da lente, altura e muitos outros – que fazem o enquadramento ser diferente de quando você olha com seus próprios olhos.

Por isso, a melhor forma de ver e definir o enquadramento da cena, é olhando através do visor ótico. Isso cria uma visão em nossas mentes e leva nossos olhos para um mundo particular!

Esse “momento” é desafiador e ao mesmo tempo motivador, pois ele te permite explorar formas e daí então decidir o que você considera muito importante na sua foto.

Por isso, o primeiro passo é analisar o momento. Descubra porque você quer capturar aquela cena em particular.

Esse artigo não é sobre regras de composição – aliás, já publiquei aqui no blog uma série com 3 artigos sobre composição que você pode ver aqui o primeiro, o segundo e o terceiro.

Existem muitas formas de criar belas composições. A mais comum é a regra dos terços. Outras regras como linhas guia, simetria, são algumas que eu particularmente gosto bastante.

E não se limite: Você pode usar uma regra ou pode combiná-las! Dessa forma você tem maiores chances de compor uma cena incrível!

Por exemplo, para fazer uma foto simétrica, você pode incluir linhas guia, que direcionam o olhar de quem está vendo a foto. Isso cria uma imagem com muito mais força e impacto:

5-segredos-que-todo-fotografo-deveria-saber-philipp-klinger-simetria
by philipp klinger

Outra coisa muito importante é a luz. Esse é outro fator que você deve usar a seu favor para melhorar ainda mais as suas fotos.

Comece observando mais a luz: preste atenção da onde ela vem, como ela ilumina a cena e como você pode usá-la para ter uma foto melhor ainda.

Não subestime essas dicas… Você vai se surpreender em como elas podem impulsionar seu trabalho fotográfico. Confia em mim! 😉

3 – Simplifique

Simplicidade é a regra mais importante que sempre tento buscar. Essa é até uma opinião pessoal, minha. Não gosto muito de imagens carregadas, com muitos elementos… Geralmente elas distraem o espectador, tornando difícil entender o propósito da foto.

Nosso cérebro decide quase que instantaneamente se uma foto é agradável ou não. Quando você compartilha ou mostra sua foto, você tem um tempo bem curto (entre 10 a 15 segundos) para atrair a atenção da pessoa que está vendo.

Quando você cria uma atmosfera simples, que o espectador pode se familiarizar, isso te dá um tempinho extra! E outra… O a pessoa que está vendo pode começar a se conectar com a sua foto.

E não existe recompensa melhor pra um fotógrafo do que quando alguém diz:

Não consigo parar de olhar para a sua foto!

O ideal, e minha sugestão, é que você nunca use mais do que 3 elementos. Qualquer coisa além disso se torna um ambiente propício para distrações….

Outro fator importante é incluir ‘espaço negativo’ – ou área vazia. Isso dá a sua foto um espaço para que o assunto respire, além de que destaca ainda mais o assunto principal. Por isso, tenha em mente que:

Quanto melhor a imagem, menos elementos tem nela. O oposto também é verdadeiro!

Profile by Dusica Paripovic on 500px.com
by Dusica Paripovic on 500px

 A mesma linha de pensamento deve ser aplicada as cores. Usar uma paleta de cores simples, com diferenças sutis, é muito melhor do que um mix de cores carnavalescas!

De novo, o princípio da simplicidade se aplica as áreas brilhantes e de sombras da sua imagem. O assunto deve ser visto de forma clara em relação aos outros elementos do quadro.

RED UMBRELLA by cristovao Oliveira on 500px.com
by cristovao Oliveira on 500px

 4 – Como se comporta as cores nos diferentes dispositivos e a Harmonia das Cores

Minha mãe sempre fala que se você não aprende pelo amor, aprende pela dor… E se você acha que não tem problema e que não precisa se preocupar em calibrar monitor, espere até você ter uma surpresa desagradável… Principalmente se você imprime suas fotos, a diferença de cores pode ser gritante!

Existem algumas formas de você calibrar o seu monitor, depende muito do tipo, do sistema operacional, mas em todos você consegue calibrar e com isso ter as cores mais fiéis.

Porém, tem um outro segredinho que você pode fazer também. O ideal é que você veja a sua foto em 2 ou 3 dispositivos diferentes, com tamanhos diferentes. Por exemplo veja em um tablet, um celular, um monitor maior ou menor que o seu. É legal fazer isso por 2 motivos:

  • Primeiro, para ter uma ideia de como as outras pessoas vão ver em suas telas e…
  • Segundo, para ver quão boa é a foto num tamanho menor, tipo num celular. Se a foto te chama atenção imediatamente no seu celular, significa que a foto tem potencial!

Além disso, é interessante você saber sobre a Harmonia das Cores. Descobrir e capturar os esquemas de cores mais agradáveis não é tarefa fácil.

Aliás, existem diversas teorias sobre esse assunto. Alguns preferem o uso das cores análogas, enquanto outros preferem as cores complementares. As análogas são geralmente encontradas na natureza e são agradáveis ao olhar, mas existem outras formas de combinação de cor.

Tem uma ferramenta que gosto muito para ajudar a entender melhor as combinações de cor que é o Adobe Color.

5-segredos-que-todo-fotografo-deveria-saber-teoria-das-cores-2

 

Ele é uma ótima ferramenta pra te ajudar a entender melhor sobre as combinações de cores. Você pode utilizar o esquema monocromático, tríade, cores compostas… É muito interessante você trazer esse conceito das cores para as suas fotos.

Sem contar que as cores estão ligadas a emoção… Enfim, cor é um assunto muito extenso e renderia um post inteiro…

5 – Como dar sentido à sua imagem. E mais, como dar um título e uma descrição

Isso é para quem gosta de compartilhar fotos na internet e ter as fotos vistas por um grande número de pessoas.

O objetivo é causar uma resposta emocional em quem está vendo. Procure mostrar o seu melhor trabalho. E eu não quero dizer com isso que é para você mostrar só as fotos impecáveis nos detalhes, nitidez ou técnica… Não!

Se esses são os únicos fatores que importam, então qual é a utilidade de ter uma foto “perfeita” quando não se tem significado nenhum?

Ao invés de fotografar uma pessoa bonita só porque ela é bonita, porque você não cria uma “história” visual com ela? Você pode adicionar perspectivas diferentes na foto, como de primeira pessoa. Isso traz valor a sua foto.

Se a sua foto tem algum espaço negativo na composição, a pessoa que vê vai se conectar com a foto instantaneamente, pois isso pode criar intimidade e despertar emoções.

Então, fotografe de diferentes distâncias entre você e o assunto assim como brinque com a luz e a use de diferentes ângulos.

Você pode se surpreender em como uma simples sombra pode mudar completamente a sua foto!

Ballerina Project Munich 2014 by Pascal Mueller on 500px.com
by Pascal Mueller on 500px

Rola uma certa controvérsia nesse assunto de dar título as fotos… Alguns fotógrafos acreditam que isso pode limitar a experiência de quem está vendo a foto, pois sugestiona como a imagem deve ser “lida” ou interpretada. Eles dizem que “a foto deve falar por ela mesma”… E para eles a foto não precisa de um título e nem de uma descrição, já que o título pode distrair a pessoa que vê a foto.

Mas… alguns discordam totalmente disso, já que cada foto é resultado de uma experiência única para eles. E eles sentem a necessidade de contar, de explicar isso para as pessoas que vêem suas fotos. Eles acreditam que, se a pessoa escolher ver a sua foto, entre milhares de outras, ela (a pessoa) merece ser recompensada com uma história única ou uma informação sobre aquela foto.

Eu particularmente acredito que um título e uma descrição fazem toda diferença quando olhamos a imagem. A foto ganha ainda mais vida quando você sabe da história por traz dela. Foi por isso que no início desse blog contávamos história por aqui… (Aliás se quiser ver alguma delas, aqui nesse post contei sobre uma ida uma ida a Ubatuba, aqui nesse outro falei sobre a Pedra do Baú e aqui o Elton contou sobre a Chapada dos Veadeiros).

E no caso de dar um título a foto, o ideal é que você pense em algo que desperte a curiosidade… Que chama a atenção!

Mas só você pode dizer se pensa que “a foto deve falar por ela mesma” ou se cada foto tem uma história única e que a pessoa que vê merece saber sobre ela. Essa escolha é sua! E aí, o que prefere?

Espero que ache essas ideias úteis! Conta pra gente aí nos comentários se essas dicas te ajudaram, se você já fazia alguma delas, ou se alguma foi nova. De repente você tem até alguma outra ideia para compartilhar aqui com a gente e até ajudar outras pessoas que podem ler esse artigo…

Grande abraço e ótimos cliques! =)

Comente com o Facebook

comentários

2 Comentários


  1. Estou gostando muito das dicas para se tornarmos um bom iniciante no mundo da fotografia!!! Parabéns! !!

    Responder

Deixe uma resposta