Chapada dos Veadeiros, a chegada…

A ideia de conhecer a Chapada dos Veadeiros não necessita de muita explicação, uma breve pesquisada na internet pelas fotos e pela história do lugar deixa qualquer um que gosta de fotos com os dedos coçando. Compramos passagens e pagamos as diárias com uns 3 meses de antecedência (uma boa para ganhar algum desconto e não correr riscos de última hora) e definimos os lugares que iríamos (tarefa difícil considerando o leque de opções), enfim, eram 10 dias para clicar e andar na Chapada. =)

Chegamos em Brasília as 9:20h do dia 12/01, alugamos um carro e algumas Superquadras depois deixamos a cidade e acessamos a BR-010, que seria nossa companheira por 272 km e que pouco a pouco ia mostrando a verdadeira cara da Chapada. A vontade era ir parando a cada curva, mas a outra vontade de chegar em Cavalcante acabou vencendo na hora.

Após passar por Alto Paraíso de Goiás faltavam apenas 109 km, mas a paisagem já era outra, se via na prática o ditado que atrás de morro tem morro, bacana também imaginar a vida das comunidades indígenas antes dos bandeirantes chegarem, se o lugar ainda conserva paisagens e lugares exuberantes imaginem como era em 1500?

Por volta de 14:30h chegamos na Pousada Vale das Araras, se já não bastasse o excelente atendimento do pessoal o lugar fica dentro de uma RPPN e com uma cachoeira bem acessível, aliás, chegamos e já fomos nos banhar na Cachoeira São Bartolomeu e claro, aproveitar o resto do dia para algumas fotos.

Chapada dos Veadeiros
Pousada Vale das Araras

O caminho até a cachoeira é de 1,5 km passando por um cerrado se recuperando, também com mata mais fechada. Uma trilha suspensa no caminho pareceu uma boa opção para fotografar aves.

Chapada dos Veadeiros

IMG_7911-3

Trilha boa, mas a tarde estava até quente e as águas nos chamavam, pouco antes de chegar na Cachoeira uma bifurcação : São Bartolomeu a esquerda e Poço do Buriti a direita, optamos pela direita e voilá, um poço inteiro para nossa alegria.

DCIM101GOPRO

E o tão sonhado banho:

DCIM101GOPRO

IMG_7889ps

Descemos então seguindo o curso d´água até chegar na queda e claro, clicando aqui e ali.

DCIM101GOPRO

DCIM101GOPRO

Chapada dos Veadeiros

Aproveitamos para testar os filtros ND da cultuada marca “Xing Ling”, que considerando o preço até fazem bem o que se espera. Mais sobre nossa experiência com os filtros serão detalhadas num post específico.

Chapada dos Veadeiros

Chapada dos Veadeiros
Queda menor antes da maior (???)

 

IMG_7906-2

Mas nesse dia não descemos na queda principal do São Bartolomeu, preferimos voltar e recarregar as baterias para o dia seguinte, dá-lhe trilha de volta. No momento da foto abaixo a Chris (nem eu) sabíamos o quanto iríamos andar pelas trilhas da Chapada.

IMG_7910

Na trilha de volta duas fotografias pedindo para serem feitas.

Chapada dos Veadeiros

IMG_7899-2

Saímos para jantar na cidade e paramos numa creperia show de bola ao lado da praça central, pessoal simpático e prestativo servindo um crepe crocante e delicioso. De barriga cheia e coração feliz era hora de voltar para a Pousada, que ficava a 2 km da cidade. Chegamos e na porta e nos luminosos vi que estava no paraíso das borboletas e insetos e que dormir cedo nos próximos dias seria outro grande desafio.

Phrygionis sp. geometridae
Phrygionis sp. geometridae

 

 

sem id
sem id
cigarrinha
cigarrinha
sem id
sem id

IMG_7953

O sono que veio era uma mistura de duas sensações; cansaço mesmo e dormir para passar o tempo logo e podermos conhecer no dia seguinte a famosa Cachoeira Santa Bárbara, que fica num território Kalunga. O plano era esse, mas o que aconteceu foi um pouco diferente, rs…

Veja aqui a continuação de nossa viagem a Chapada dos Veadeiros…

Comente com o Facebook

comentários

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *